Existe ou não uma relação entre alimentação e longevidade?

Descubra se os bons hábitos de vida contribuem para o envelhecimento saudável

 

De acordo com o IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, a população de idosos, pessoas acima de 60 anos, cresceu de 9,8% em 2005 para 14,3% em 2015 e todo esse crescimento impacta diretamente em nossas vidas.

 

Com o aumento da expectativa de vida e, consequentemente, da longevidade, é preciso pensar na promoção da saúde em longo prazo e a alimentação equilibrada é sim fundamental para atingir este objetivo.

 

O envelhecimento é um processo natural e inevitável do corpo humano. Toda essa mudança acarreta alterações físicas e comportamentais, além de aumentar as chances do desenvolvimento de doenças.

 

Mas mesmo sendo irreversível, é possível envelhecer com mais saúde e qualidade de vida com alguns cuidados que podem começar desde cedo, como a preocupação com os bons hábitos, como prática de atividade física, hidratação, diminuição do estresse, entre outros.

 

Além disso, também é essencial ter uma alimentação saudável, que, segundo Beatriz Botequio, nutricionista da Equilibrium Consultoria e consultora do SABE portal, nada mais é do que: “Aquela que contém todos os tipos de nutrientes – carboidratos, proteínas, gorduras, fibras, vitaminas e minerais – em adequadas proporções de acordo com as necessidades e estilo de vida de cada pessoa”.

 

Mas se você ainda não tem uma alimentação saudável ou bons hábitos de vida, não tem problema, nós podemos te ajudar a dar início a essas mudanças. Veja só as nossas dicas e envelheça com saúde:

 

  • Mantenha o peso: manter o peso adequado durante a vida adulta pode contribuir para a melhor sensação de bem-estar e menor risco de doenças;

 

  • Consuma mais frutas: elas são fontes de vitaminas, minerais e fibras e, por isso, contribuem para a prevenção de doenças;

 

  • Equilibre a ingestão de carboidrato, proteínas e gorduras: esses nutrientes devem estar presentes de maneira equilibrada em todas as refeições do dia, especialmente nas principais (café da manhã, almoço e jantar), pois fornecem energia e saciedade para o corpo;

 

  • Pratique atividade física: junto com uma alimentação equilibrada, a atividade física é essencial para uma vida mais saudável e a longevidade. 30 minutos por dia já são suficientes para deixar o corpo mais ativo.

 

Medidas simples e alguns ajustes na dieta irão fazer toda a diferença no futuro. Invista na sua saúde e viva uma vida com mais longevidade!

 

Referências:

 

Guimarães, LM, Oliveira DS. Influência de uma alimentação saudável para longevidade e prevenção de doenças. Interciência & Sociedade, vol 3, n. 2, 2014.

 

Sichieri Rosely, Coitinho Denise C., Monteiro Josefina B., Coutinho Walmir F.. Recomendações de alimentação e nutrição saudável para a população brasileira. Arq Bras Endocrinol Metab, 2000.

 

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica.Guia alimentar para a população brasileira, 2. ed., 1. reimpr., 2014.